Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
  SetaSALA DE IMPRENSA FB
 
 
Release
Bookmark and Share      

10/06/2020 - 16:26 - DOC Press
Ortopedistas recomendam exercícios na quarentena, pois sedentarismo causa 9% dos óbitos do mundo
Ortopedistas recomendam exercícios na quarentena, pois sedentarismo causa 9% dos óbitos do mundo - DOC PRESS

Aquela dorzinha incômoda no quadril, que não passa, deve ser combatida com exercícios diários, durante a quarentena, para evitar perda de massa muscular que, mais tarde, pode levar a problemas sérios. A recomendação é da Sociedade Brasileira de Quad ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
Aquela dorzinha incômoda no quadril, que não passa, deve ser combatida com exercícios diários, durante a quarentena, para evitar perda de massa muscular que, mais tarde, pode levar a problemas sérios. A recomendação é da Sociedade Brasileira de Quadril – SBQ, cujos médicos lembram que estudo da Universidade de Harvard mostrou que existe outra pandemia, a do sedentarismo, associado a 9% das mortes no mundo inteiro.
Raul Carneiro Lins, que além de especialista em cirurgia do quadril associado da SBQ é médico do Sport Club de Recife diz que, para evitar a dor e atrofia muscular por causa da falta de movimentação, o ideal é usar uma faixa elástica de borracha, encontrada nas lojas de esportes. “A resistência da faixa é indicada pela cor, as mais escuras são de faixas mais resistentes, por isso é melhor começar com uma faixa de cor clara”.
“Como os glúteos são os músculos de estabilização do quadril”, explica ele, “se há perda muscular, pode haver atrito da banda iliotibial com o trocanter” e isso causa dor, mas não é preciso decorar os nomes científicos para se exercitar.
A abdução é um bom exercício, explica, prende-se a faixa em torno dos tornozelos, juntos, e o exercício consiste em afastar repetidamente a perna, esticando a borracha. “Outro exercício é com a faixa na mesma posição e as mãos apoiadas na parede levantar cada perna para trás” e outro ainda é prender a faixa em torno das coxas e, deitado de lado, abrir repetidamente as pernas, esticando a borracha.
“Esses três exercícios servem de exemplo”, continua, “a recomendação é fazer cada um em três séries de 10 movimentos”, mas é muito importante que o exercício seja individualizado, deve ser sempre orientado pelo fisioterapeuta, o educador físico da academia ou o ortopedista.
Nesse tempo de quarentena em que não dá para ir à academia, a recomendação do especialista é que gravar o exercício em vídeo e passar ao orientador, que dirá se está correto e poderá fazer as correções necessárias.

Jogador é monitorado diariamente
Se a preocupação em evitar o sedentarismo é grande com o leigo, muito maior com o atleta profissional. Por isso mesmo a equipe do Sport Club do Recife desenvolveu uma App para os jogadores de futebol, que há três meses se exercitam em casa.
O preparador físico passa a lista de exercícios para cada atleta que, diariamente tem obrigação de enviar pelo celular o vídeo do treinamento feito no jardim ou na quadra do prédio e, em troca, recebe a orientação necessária para se manter em forma quando “e esperamos que seja logo, a vida finalmente volte ao normal”.
Data de inclusão: 10/06/2020
Fone: (11) 55338781
Contato: José Luchetti
Empresa: DOC Press
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Esportes][Geral][Saúde ]
Este Release foi visto 76 vezes

 

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
 
 
 
 
 
 
 
 
   
   
       
       
       
 
       
 
Institucional Quem Somos
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook
Linkedin
Twitter
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.