Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
  SetaSALA DE IMPRENSA FB
 
 
Release
Bookmark and Share      

31/10/2019 - 09:15 - Letra
Comportamentos positivos contribuem para a felicidade e prosperidade de uma pessoa, revela novo estudo da CVA Solutions
Comportamentos positivos contribuem para a felicidade e prosperidade de uma pessoa, revela novo estudo da CVA Solutions - LETRA

20% das pessoas se sentem muito prósperas e felizes;bancos digitais e fintechs são mais procurados por pessoas prósperas e felizes
 ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
Uma pessoa próspera e feliz costuma ser o resultado de várias atitudes e comportamentos positivos que ela adota em relação à vida e com as suas finanças pessoais. Perdoar, ser grato, poupar, pagar as contas em dia são alguns desses comportamentos. As constatações fazem parte do novo Estudo da CVA Solutions – “Prosperidade e Felicidade” e revelam que 20% das pessoas se sentem muito prósperas e felizes.

Inovadora, a pesquisa foi realizada em julho de 2019, com entrevistas de 6.150 pessoas de todo o país, que tem conta corrente em um banco. As faixas de renda representam a população brasileira, sendo 80% das classes C e D.

“A renda de uma pessoa não explica tudo. Mas a adesão a certos comportamentos positivos em relação à vida e com as finanças leva a um círculo virtuoso em felicidade e em prosperidade. A pessoa colhe o que planta e pode sim conseguir ter mais renda, ter menos dívidas e sentir maior segurança quanto ao envelhecimento se aderir a alguns comportamentos e atitudes”, afirma Sandro Cimatti, sócio-diretor da CVA Solutions, empresa de pesquisa de mercado e consultoria, subsidiária da CVM Inc., dos Estados Unidos.

Através de uma pesquisa que questionava a satisfação com a vida e com as finanças pessoais, os entrevistados também informavam os comportamentos e atitudes que costumam praticar. Dessa forma, descobriu-se que as pessoas que estão mais satisfeitas com as suas vidas perdoam os outros, são gratas, são motivadas com seus projetos, são otimistas com o futuro, praticam exercícios físicos regularmente, entre outras características e, por isso, são mais felizes.
Ao mesmo tempo, as pessoas mais satisfeitas com as suas finanças costumam poupar quase todos os meses, gastam menos do que ganham, pagam suas contas sem atraso, conciliam trabalho e família, entre outras características e, por isso, são mais prósperas.

“Os comportamentos positivos com a vida geram felicidade. Os comportamentos positivos com as finanças geram prosperidade. O melhor dos mundos é quando uma pessoa é muito feliz e próspera, e isto ocorre para aproximadamente 20% das pessoas”, afirma Cimatti.

Somente a renda não explica tudo:
O Estudo CVA “Prosperidade e Felicidade” mostra que em todas as faixas de renda existem pessoas muito satisfeitas com suas vidas e com suas finanças. Mas geralmente as pessoas estão um pouco mais satisfeitas com a vida do que com as finanças: 78% dão nota entre 7 a 10 para a satisfação com suas vidas e 51% dão nota de 7 a 10 para a satisfação com suas finanças.

Segundo o sócio-diretor da CVA Solutions, o estudo observou que a renda isoladamente não explica a satisfação com a vida e com as finanças. Nas diferentes faixas de renda existem pessoas prósperas e felizes. “Observamos que mesmo nas faixas de renda mais baixas temos pessoas prósperas e felizes. É uma questão de atitude e comportamento, e não de renda ou escolaridade. Por outro lado, mesmo nas faixas de renda mais altas temos pessoas menos prósperas e menos felizes, entre elas, pessoas que não poupam, não pagam a fatura integral do cartão de crédito e são mais desleixadas com suas finanças”, observa.

Renda e Dinheiro Poupado medem a Prosperidade:
De acordo com o estudo, conforme aumenta a renda, aumenta o percentual de famílias que tem mais dinheiro poupado do que dívidas. Na baixa renda, 11% das famílias que ganham um salário mínimo (R$1 mil) têm mais dinheiro poupado do que dívidas. Na alta renda, 69% dos que ganham mais que R$29 mil têm mais dinheiro poupado do que dívidas. Portanto em todas as faixas de renda temos famílias prósperas, embora na alta renda a incidência seja maior. Mesmo assim, na alta renda, 31% das famílias têm mais dívidas do que dinheiro poupado.

Segmentos: Comportamento X Felicidade e Prosperidade -

Ao analisar os diversos tipos de pessoas, a pesquisa definiu nove segmentos em função de sua satisfação com a vida e com as finanças. No grupo mais feliz, com 20,5% dos participantes (Grupo 1 – AA), as pessoas têm renda pessoal média de R$5.232, dão nota 9 e 10 para a vida e nota 9 e 10 para as finanças. 54,7% deles têm mais dinheiro poupado do que dívidas, 79,7% aderem aos comportamentos positivos de vida, 65,3% aderem aos comportamentos positivos de finanças e 42,5% se preocupam com o envelhecimento.

Já o grupo mais insatisfeito, Grupo 9 – CC, composto por 18,4% dos entrevistados, a renda média pessoal é de R$2.729. Eles dão nota de 1 a 6 para a vida e de 1 a 6 para as finanças. Somente 17,7% conseguem poupar, 58,9% praticam comportamentos positivos em relação à vida, 49,9% aderem a comportamentos positivos em finanças e 52% se preocupam com o envelhecimento.

Os outros 7 grupos têm métricas intermediárias entre o Grupo AA (mais feliz) e o Grupo CC (mais insatisfeito). As diversas particularidades dos grupos comprovam que os comportamentos positivos levam à maior felicidade e prosperidade, e menor preocupação com o envelhecimento.

Comportamentos positivos com a Vida e com as Finanças:

As pessoas mais satisfeitas com a vida praticam as seguintes atitudes e comportamentos:
1.Perdoam os outros;
2.São gratas;
3.São motivadas com seus projetos;
4.Aceitam suas derrotas sem amargura;
5.Focam sua atenção no que lhes faz bem;
6.São gentis com os outros;
7.Vivem relacionamento estável;
8.São otimistas com o futuro;
9.Tem objetivos para o futuro;
10.Praticam exercícios físicos regulares;
11.Tem alimentação equilibrada;
12.Fazem exames médicos periódicos;
13.Praticam a meditação;
14.Praticam alguma religião ou filosofia;
15.Convivem com amigos e familiares;
16.Tem lazer durante a semana;
17.Participam de serviços voluntários.

As pessoas mais satisfeitas com suas finanças praticam os seguintes comportamentos:
1.Poupam quase todos os meses;
2.Gastam menos do que ganham;
3.Pagam suas contas sem atraso;
4.Anotam e controlam seus gastos;
5.Empreendem;
6.Fazem negócios;
7.Tem atividade com renda extra;
8.Tem objetivos financeiros;
9.Economizam;
10.Conciliam trabalho e família.

Relação com os Bancos: Tradicionais ou Digitais:
A pesquisa também analisou a prosperidade e a felicidade das pessoas em relação aos tipos de bancos que elas utilizam. E descobriu que as pessoas cujo banco principal é digital têm comportamentos mais positivos com suas finanças, maior incidência de dinheiro poupado, maior satisfação com a vida e com suas finanças, mesmo tendo menor renda do que quem usa um banco tradicional.
“As pessoas mais satisfeitas com a vida e com as finanças têm uma postura ativa quanto à sua educação financeira e buscam as melhores alternativas de custo-benefício como as fintechs: Nubank, Inter, XP, Geru, Next, Neon, Youse, Original, Digio entre outras. No Brasil, as fintechs promoverão mais concorrência com os bancos, reduzindo o custo do dinheiro que hoje chega a mais de 300% ao ano, apesar da taxa Selic ser de apenas 6% ao ano”, afirma Cimatti.

CVA Solutions e Metodologia -

A CVA Solutions (Customer Value Added) está há 18 anos no mercado brasileiro e 23 anos nos Estados Unidos. A empresa é uma subsidiária da CVM Inc., empresa criada nos Estados Unidos, em 1996, pelo engenheiro Ray Kordupleski.

A CVM Inc. conta com seis escritórios associados em todo o mundo e atende a mais de 30 corporações internacionais. No Brasil, a CVA Solutions atende a empresas como Amil, Boticário, Whirlpool, Porto Seguro, SulAmérica, Fleury Medicina Diagnóstica, Dasa, Claro, Oi, International Paper, Daimler Chrysler, Philips, Colgate, Natura, Banco Santander, Bradesco e Itaú.

A CVA Solutions é uma empresa especializada em ajudar seus clientes a criar vantagem competitiva sustentável, através da melhora do Valor Percebido em toda a cadeia de valor. A empresa pesquisa, analisa e indica os caminhos que levarão ao aumento do market share e da rentabilidade do cliente. O trabalho baseia-se na metodologia criada por Ray Kordupleski, capaz de medir e gerenciar diversos atributos de valor presentes no processo de decisão de compra e experiência de consumo de qualquer tipo de produto ou serviço.

Desta forma, além de medir os atributos de valor e identificar aqueles que têm o maior impacto, do ponto de vista do cliente, também se promove uma integração entre as medidas de valor percebido pelo cliente e os processos internos da empresa, possibilitando um gerenciamento mais eficaz.
Data de inclusão: 31/10/2019
Fone: (11) 38848083
Contato: Fernanda
Empresa: Letra
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Comportamento][Economia e Finanças][Pesquisas-Indicadores]
Este Release foi visto 396 vezes

 

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
 
 
 
 
 
 
 
 
   
   
       
       
       
 
       
 
Institucional Quem Somos
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook
Linkedin
Twitter
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.