Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
  SetaSALA DE IMPRENSA FB
 
 
Release
Bookmark and Share      

16/08/2019 - 14:15 - Texto & Cia Comunicação
Especialistas debatem hanseníase em Fernandópolis
Especialistas debatem hanseníase em Fernandópolis - TEXTO & CIA COMUNICAÇÃO

Brasil é o 2º país com mais casos da doença. Evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Hansenologia e Prefeitura Municipal ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br
Fernandópolis (SP) reúne especialistas em hanseníase para o I Simpósio Regional de Hanseníase, que ocorre nos dias 16 e 17 de agosto. Por ano, são diagnosticados cerca de 30 mil novos casos de hanseníase no Brasil – número similar às notificações anuais de casos novos de HIV/AIDS. Mas o Brasil só perde para a Índia em número de casos de hanseníase (doença antigamente conhecida como lepra).

O simpósio promovido pela Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH) e Prefeitura Municipal de Fernandópolis é dirigido a estudantes, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos e outros profissionais da saúde. As inscrições podem ser feitas pela internet: http://bit.ly/simposiohansenologia .

“Convidamos grandes especialistas para discutir questões como diagnóstico da hanseníase, tratamento e outros temas porque só com profissionais capacitados e campanhas educativas para a população podemos enfrentar este cenário”, diz Marcio Gaggini, representante da SBH para a Região Centro-Oeste e organizador do evento. Foram convidados os hansenólogos Fred Bernardes Filho, membro da SBH, Marco Andrey Cipriani Frade, vice-presidente da SBH e que esteve recentemente ministrando aulas para médicos na China a convite do Ministério de Tecnologia daquele país, Jaison Antonio Barreto, responsável pelo projeto Palmas Livre da Hanseníase que tem feito um trabalho intensivo na capital tocantinense, e o dermatologista Marcio Gaggini.

A hanseníase tem cura e o tratamento é gratuito em todo o Brasil, mas o diagnóstico da doença ainda é tardio. “Pacientes são diagnosticados quando já apresentam sequelas, muitas delas irreversíveis, e depois de terem convivido com a doença por muitos anos”, alerta o presidente da SBH, Claudio Salgado. Segundo ele, é imprescindível que os profissionais de saúde estejam preparados para diagnosticar a doença precocemente. “O preparo dos profissionais de saúde para diagnóstico e tratamento ajudará o Brasil a controlar a doença, quebrar a cadeia de transmissão e a curar o paciente, antes que a doença provoque incapacidades físicas”, diz Salgado. A SBH tem alertado autoridades sobre a necessidade de capacitar profissionais de saúde da atenção básica e orientar a população.

Sobre a SBH

A SBH completou 70 anos em 2018 e é a entidade que aplica os exames e certifica os médicos hansenologistas no Brasil. Além de realizar os maiores eventos sobre hansenologia no país – o Congresso e o Simpósio Brasileiro de Hansenologia –, promove ações de busca ativa de casos/avaliação de pacientes nas regiões de alta endemicidade e treinamentos para profissionais de saúde (médicos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde e outros) com objetivo de capacitar equipes de atenção básica para o diagnóstico da doença. Além disso, realiza a campanha nacional “Todos Contra a Hanseníase”, direcionada à população.

Agenda - I Simpósio Regional de Hanseníase
Data: 16 e 17 de agosto
Local: Unimed Fernandópolis - Av. Afonso Cafaro, 2611
Informações: 17 3442.7733 - http://bit.ly/simposiohansenologia
Data de inclusão: 16/08/2019
Fone: (16) 39162840
Contato: Bruna
Empresa: Texto & Cia Comunicação
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Saúde ]
Este Release foi visto 119 vezes

Administração Municipal de São Paulo

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
Contém1gr
 
 
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.