Escrever Bem

   
Pautas INCorporativa
  SetaSALA DE IMPRENSA FB
 
 
Release
Bookmark and Share      

20/02/2019 - 16:27 -
Assoalho Pélvico: o que as mulheres precisam saber
Assoalho Pélvico: o que as mulheres precisam saber -

Tratamento adequado melhora qualidade de vida e atividade sexual ...

Siga as #pautas no Facebook e Twitter         www.pautas.incorporativa.com.br


Possivelmente nem todas as mulheres já ouviram falar em Assoalho Pélvico, tema muito importante em ginecologia, por se tratar da estrutura que sustenta a vagina, útero, reto, uretra, ânus e outros órgãos genitais femininos.

Os sintomas de problemas nessa área incluem frouxidão dos ligamentos ou insuficiência dos músculos, com alargamento da vagina e eventual perda urinária por esforços, além da sensação de haver uma bola saindo pelo orifício, assim como incômodos durante o ato sexual. “A mulher pode se sentir oca”, explica o ginecologista Alexandre Zabeu Rossi.

Segundo ele, o diagnóstico é feito por médico especializado e muitas vezes requer alguns exames. “Ao suspeitar de distúrbios urinários, não podemos abrir mão do estudo urodinâmico e, em havendo perda de fezes, do defecograma”, exemplifica.

Dentre os tratamentos mais indicados para problemas no assoalho pélvico está a fisioterapia, principalmente para as pacientes com queixa de vagina larga e incontinência urinária.

Já para os casos persistentes e quando há grandes quedas de vagina e útero, o especialista lembra que as cirurgias são muito eficazes e, a exemplo das demais terapêuticas, trazem qualidade de vida para a mulher, inclusive no campo sexual.

Mas, qualquer que seja o problema existente no assoalho pélvico, Zabeu Rossi recomenda que jamais a vergonha ou o tabu impeça a procura de ajuda profissional para lidar com um problema tão comum quanto solúvel no trato genital feminino.


PERFIL
Alexandre Zabeu Rossi – Especialista em Ginecologia e Obstetrícia; Mestre em Ginecologia pela Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina (UNIFESP-EPM), Doutor em Ginecologia pela UNIFESP-EPM e Diretor da Clínica Rossi.




Informação à Imprensa
REPERKUT Comunicação - (11) 4063-7928
Atendimento: Vera Scaff - (11) 98208-0551 (Tim) - atendimento@reperkut.com.br
Jornalista responsável: Wagner Fonseca MTb 15155 - (11) 97581-1666 (Vivo)


Data de inclusão: 20/02/2019
Fone: (55) 5555555555
Contato: Preencher1
Empresa:
Entrar em contato: Entrar em contato
Grupo editorial: [Comportamento][Internet][Saúde ]
Este Release foi visto 133 vezes

Assessoria de Imprensa
LOGIN -  Inserir Release
Cadastrar Assessoria
Receber Clipping

 

saibamais

 

Clipping para Editores
Cadastrar Midia
Alterar cadastro de Midia
 
 
 
 
 
 
 
 
  editora  

INCorporativa Comunicação

Publique seu livro - Saiba mais
   
       
       
       
 
       
 
Institucional
Quem Somos
Política Privacidade
Como funciona
 
Nas Redes Sociais  
Facebook Twitter
Linkedin ME Adiciona
 
Todo o conteúdo divulgado decorre de informações advindas das fontes mencionadas, sendo, portanto, de responsabilidade exclusiva da fonte ou do autor, não cabendo à INC Comunicação, à Revista ou Pautas INCorporativa responsabilidade por citações, teor, exatidão ou veracidade do conteúdo, produto ou serviço divulgado. Indicação de publicações são apenas para divulgação, não sendo avaliados por este veículo de comunicação.